DESTAQUES         Sobre         Contactos

Qual a diferença entre Seguros PPR e Fundos PPR?


Neste artigo vamos falar sobre a diferença entre Fundos PPR e Seguros PPR – ambos produtos de poupança para a reforma.


Podemos olhar para estes produtos como uma espécie de conta poupança oferecida pelos bancos e seguradoras com taxas de juro mais competitivas.





Uma das razões porque estes produtos são tão apetecíveis prende-se com os benefícios fiscais, benefícios esses que valem tanto à entrada como à saída. Quer isto dizer que tem estes benefícios pelas entregas que faz, mas também no momento do resgate.


No que concerne às entregas, estas podem permitir a dedução à coleta de 20% do valor aplicado, valor esse que pode ir buscar aquando dos reembolsos em IRS.


Olhando para os números:

  • Se tiver até 34 anos e fizer um PPR de 2.000€ pode ir buscar até 400€ no IRS.

  • Se tiver entre 35 e os 50 anos o benefício máximo é de 350€ anuais, para entregas de 1750€.

  • Para quem tem idade superior a 50 anos o benefício máximo é de 300€ anuais, para entregas de 1500€.

Mas como é que sabe qual o produto que melhor de se adapta a si?


A primeira coisa a analisar é o seu perfil de risco. Consoante a sua disponibilidade para assumir riscos (isto é, perdas de capital) em função do potencial de rendimento, pode ter 1 de 3 perfis de risco:

  • Conservador

  • Moderado

  • Arriscado

Assim, a grande diferença entre os Seguros PPR e os Fundos PPR está justamente no risco associado e, por conseguinte, no rendimento potencial.


Ora vejamos.

Salvo raras exceções, os Seguros Poupança Reforma têm o capital garantido, o que significa que não há risco de perder o valor que investiu nesse produto. Contudo, o potencial de rendimento é baixo (por regra acompanha as taxas de juro do mercado).


Uma desvantagem destes produtos prende-se com o facto de terem comissões relativamente altas, principalmente quando comparados com os fundos PPR, que podem ir até quase 3,0 por cento.


Contrariamente, os Fundos de Plano Poupança Reforma não têm capital garantido, o que significa que poderá perder, total ou parcialmente do valor que investiu nestes produtos. Por existir risco, o rendimento potencial também é superior. De acordo com dados disponibilizados pela DECO, dos 58 fundos PPR analisados por aquela entidade, o rendimento médio foi de 5%, em 2021.


Importa dizer que os PPR podem ser facilmente transferidos, sem custos, se não tiverem garantia de capital. Caso tenham, os encargos estão limitados a 0,5% sobre o capital a transferir.


Na Alfaiate & Garcia temos disponível um formulário para analisar o seu perfil de riscos e, consoante o resultado obtido podemos apresentar-lhe diferentes soluções de PPR


Quer saber mais sobre os PPR? Fale connosco!

geral@alfaiategarcia.com | 261094674



A Alfaiate & Garcia é uma seguradora multimarca, Mediador de Seguros no Ramo Vida e Não Vida | ASF 417456978