DESTAQUES         Sobre         Contactos

Seguro Vida para Funcionários


O Seguro de Vida para funcionários é um dos benefícios sociais mais vantajosos para as empresas.


Através de um Seguro de Vida, a empresa apoia a família do colaborador em caso de morte, existindo ainda benefícios fiscais bastante interessantes para a entidade patronal.



3 Razões para a sua empresa investir em benefícios sociais


1. Maior facilidade na retenção e recrutamento de funcionários


O salário não é tudo. Para um trabalhador existem diversos aspetos a considerar na escolha de um emprego. Além do ambiente de trabalho que se vive na empresa, os benefícios sociais costumam ter um grande peso nas decisões de procura por um novo emprego ou na permanência do atual trabalho.


Os apoios recebidos, além de complementarem o salário, são percecionados de uma forma muito positiva porque são tidos como um extra que a empresa oferece, porque se preocupa com o bem-estar da sua equipa.


2. Aumento da produtividade


É fácil perceber o porquê. Os benefícios sociais são vistos como um reconhecimento e, para muitos colaboradores, este é o combustível necessário para percorrer aquele quilómetro extra que se traduz no aumento da sua produtividade.


Trabalhadores reconhecidos e valorizados sentem-se motivados e vêem a empresa como sua, o que influencia de forma direta e muito positiva a performance dos seus resultados.


3. Benefícios fiscais para as empresas


Quando bem implementado, o Seguro de Vida para funcionários pode contribuir para otimizar o pagamento de impostos de uma empresa, uma vez que os benefícios fiscais associados são bastante interessantes.




Que benefícios fiscais?


Isenção da TSU


Os Seguros de Vida para funcionários, bem como os Seguros de Saúde, estão isentos de Taxa Social Única (TSU), ou seja, o prémio (as mensalidades) estão livres de contribuição para a Segurança Social.



Redução do IRC


Os prémios dos Seguros de Vida são considerados custos da empresa e, por isso, são aceites como um gasto dedutível, reduzindo o lucro tributável.


A dedução pode chegar aos 15% do valor anual dos prémios, desde que o Seguro de Vida garanta a indemnização em casos de invalidez e sejam observados certos requisitos, dos quais se destacam:

- Os Seguros de Vida para funcionários devem beneficiar a generalidade dos empregados permanentes;

- O Capital Seguro, bem como as coberturas, deve seguir um critério objetivo e não discriminatório.



Como funciona?


Existem 3 fatores que influenciam de forma direta a escolha de um Seguro de Vida para os funcionários: o Capital Seguro, as coberturas e a Seguradora.


  • Capital Seguro

O Capital Seguro é o valor máximo da indemnização que é paga ao beneficiário em caso de sinistro. Este valor é definido na altura da contratação do Seguro de Vida. Quanto maior for o Capital Seguro, maior será o valor do prémio a pagar pela empresa, mas por outro lado, mais protegido estará o funcionário e a sua família.

  • Coberturas Complementares

São as coberturas que definem o âmbito da proteção. No Seguro de Vida, a cobertura principal é a de Morte. Mas existem outras coberturas complementares que podem assegurar uma proteção mais específica


  • Coberturas Complementares

As Companhias de Seguros são todas diferentes. Existem Seguradoras especializadas no ramo Vida, ou seja, que ao longo da sua atividade se dedicaram a acautelar os riscos de vida e de sobrevivência.

Isto significa que conhecem, de forma profunda, as características de um Seguro de Vida e, por isso mesmo, apresentam as melhores soluções, através de um aconselhamento personalizado.



Fale connosco!

geral@alfaiategarcia.com | 261094674


A Alfaiate & Garcia é uma seguradora multimarca, Mediador de Seguros no Ramo Vida e Não Vida | ASF 417456978

*fonte do artigo: Caravela Seguros